Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018
Twitter Notícias na Web
Blog Notícias na Web

‘Boca e River será amistoso mais caro da história’, diz Riquelme

04/12/2018 - Esportes
Ex-jogador do Boca Juniors criticou a decisão da Conmebol de levar a partida da final da Libertadores para fora da Argentina

 Ídolo do Boca Juniors no começo dos anos 2000, campeão da Libertadores pelo clube em 2000, 2001 e 2007, o ex-meia Juan Román Riquelme criticou, nesta segunda-feira, 3, a escolha da Conmebol de realizar a decisão da competição deste ano, entre os rivais Boca e River Plate, na Espanha, chamando a partida de “amistoso mais caro da história”.

Em entrevista à Rádio Mitre, o ex-jogador lamentou o incidente com o ônibus do Boca Juniors na chegada ao estádio Monumental no sábado, 24, dia em que a final aconteceria. Quando se aproximava do local da partida, o veículo foi atacado com pedras por torcedores do River, quebrando vidraças e lesionando alguns jogadores. Pelo incidente, o jogo foi adiado para domingo, 25, mas não foi realizado. Na semana passada, a Conmebol definiu que a decisão então seria no domingo, 9, na cidade de Madri.

“O superclássico, em algum momento, terá que ser jogado na Argentina. O que vamos fazer para que se realize o próximo Boca-River? Teremos que jogar em outro país? Penso que já não é mais a mesma coisa. Por mais que queira que o Boca vença, creio que a final deveria ser jogada em nosso país. Tiraram isso de nós. Vai ser o amistoso mais caro da história”, afirmou Riquelme.

“É estranho e afeta a todos. Há poucas coisas que são nossas, como o asado (espécie de churrasco), o mate, o doce de leite. E o superclássico, acabaram de nos tirar, e não é nada bonito”, completou o ex-jogador.

Riquelme lamentou que o país tenha conseguido realizar o encontro do G20, mas não a decisão da Libertadores, mas entende a urgência da partida, para que seja definido o representante argentino no Mundial de Clube. “Colocaram o futebol argentino no nível mais alto, mas é triste que se jogue em outro país. A final já não é mais a mesma. É como se a final da Champions League se jogasse aqui. É como uma derrota para o futebol argentino. É lamentável que um time de futebol não possa chegar a um estádio e que levem a partida à Europa. Tudo se perdeu. A final só acontecerá porque um dos times tem que ir ao Mundial de Clubes”, criticou Riquelme.

Fonte: Veja
Notícias na web © 2018
Melhor visualizado na resolução 1024 X 768
Desenvolvido por:
Doway - Soluções Dinâmicas Web